Rinoplastia e Rinoseptoplastia
Rinoplastia e Rinoseptoplastia
Melhoria da aparência
e funcionalidade do nariz

Melhoria da aparência e funcionalidade do nariz

É a intervenção cirúrgica por excelência para corrigir as deformidades do nariz, através da remodelação de parte ou da totalidade do nariz. É um procedimento cirúrgico frequentemente realizado, produzindo alterações na aparência, estrutura e função do nariz.

As deformações nasais podem ser funcionais (aquelas que perturbam a respiração) ou estéticas.
Do ponto de vista estético, as áreas mais frequentemente tratadas são o dorso nasal (que pode ser demasiado baixo, largo, com saliências, entre outros) e a ponta (por vezes demasiado larga, descaída ou demasiado empinada). A rinoplastia permite aumentar ou diminuir o tamanho do nariz, alterar a forma da ponta, estreitar a base das narinas ou alterar o ângulo entre o nariz e o lábio.

VER MAIS

Do ponto de vista funcional há várias patologias que podem interferir com a função respiratória, nomeadamente desvio do septo nasal (que também apresenta implicações de ordem estética), hipertrofia dos cornetos, pólipos nasais, etc. A correção deste tipo de malformações causadoras de patologia é feita com recurso à rinoseptopastia. A obstrução respiratória, ressonar, ou escorrências nasais podem estar subjacentes a patologia funcional nasal. O diagnóstico é feito pelo cirurgião plástico, podendo ser pedidos exames de apoio ao diagnóstico, nomeadamente, radiografia e TAC.

É um procedimento personalizado, não havendo uma forma universal de realizar a rinoplastia. Esta é feita de acordo com o desejo e anatomia do paciente e com a perícia e experiência do cirurgião plástico, sendo o procedimento avaliado caso a caso.

Os melhores especialistas
para o seu tratamento

A qualidade e a segurança em procedimentos de
cirurgia plástica e de medicina estética é definida pela sua equipa médica.
Marque uma consulta e  conheça os nossos cirurgiões plásticos, que
trabalham em equipa há mais de 10 anos.

Saber Mais

 

 

 

 

Como se realiza a cirurgia?

A rinoplastia é uma cirurgia relativamente simples, realizada sob anestesia local com sedação. No entanto esta condição está dependente das caraterísticas do paciente e da técnica cirúrgica utilizada.
A técnica cirúrgica utilizada na rinoplastia poderá ser do tipo aberta ou fechada. Na técnica aberta faz-se uma incisão ao longo da columela (tecido mole entre as narinas), que fica escondida abaixo da ponta do nariz. Esta técnica é a mais frequentemente utilizada, permitindo a remodelação mais completa do nariz. Na técnica fechada, a incisão é apenas realizada na parte interna do nariz. A técnica aberta permite uma visualização direta, da técnica e avaliação dos efeitos, ao contrário da fechada, em que é exigido uma maior experiência do cirurgião plástico, pois na técnica fechada esta avaliação é realizada essencialmente através de sensações táteis.
A incisão é realizada nas laterais do nariz, e as cicatrizes ficam escondidas no sulco nasal. Em alguns casos pode recorrer-se ao uso de tampões do nariz, como solução temporária. As cicatrizes amadurecem e ficam impercetíveis.
A rinoplastia aberta é mais adequada à remodelação do contorno nasal, e não na sua redução. Em casos muito específicos, pode ser necessária a colheita de cartilagem da orelha ou da costela. Este tipo de remodelação baseia-se na remoção ou acréscimo de osso, cartilagem ou tecido, de modo a atingir o resultado desejado.

Cuidados pré-cirúrgicos

A rinoplastia é uma cirurgia relativamente simples, realizada sob anestesia local com sedação. No entanto esta condição está dependente das caraterísticas do paciente e da técnica cirúrgica utilizada.
A técnica cirúrgica utilizada na rinoplastia poderá ser do tipo aberta ou fechada. Na técnica aberta faz-se uma incisão ao longo da columela (tecido mole entre as narinas), que fica escondida abaixo da ponta do nariz. Esta técnica é a mais frequentemente utilizada, permitindo a remodelação mais completa do nariz. Na técnica fechada, a incisão é apenas realizada na parte interna do nariz. A técnica aberta permite uma visualização direta, da técnica e avaliação dos efeitos, ao contrário da fechada, em que é exigido uma maior experiência do cirurgião plástico, pois na técnica fechada esta avaliação é realizada essencialmente através de sensações táteis.
A incisão é realizada nas laterais do nariz, e as cicatrizes ficam escondidas no sulco nasal. Em alguns casos pode recorrer-se ao uso de tampões do nariz, como solução temporária. As cicatrizes amadurecem e ficam impercetíveis.
A rinoplastia aberta é mais adequada à remodelação do contorno nasal, e não na sua redução. Em casos muito específicos, pode ser necessária a colheita de cartilagem da orelha ou da costela. Este tipo de remodelação baseia-se na remoção ou acréscimo de osso, cartilagem ou tecido, de modo a atingir o resultado desejado.

Cuidados pós-cirúrgicos

Habitualmente, o paciente tem alta no dia da cirurgia. Assim sendo, é recomendado que na primeira noite esteja acompanhado por alguém, um amigo ou familiar. É provável que lhe sejam feitas algumas recomendações, que incluem os medicamentos que tem de aplicar ou tomar com o objetivo de ajudar na cicatrização, assim como formas de reduzir o risco de infeção, e o esquema de acompanhamento pós-operatório, com o cirurgião plástico.
É normal haver edema e equimose à volta dos olhos, que pode durar cerca de 15 dias. Regra geral, é necessário a utilização de uma tala durante uma semana a dez dias. A cirurgia ao nariz é indolor, embora haja desconforto associado a alguma obstrução respiratória na sequência do tamponamento nasal.
Ao longo dos meses após a cirurgia poderá verificar resultados mais naturais e definitivos.
A equipa da clínica MyMoment poderá esclarecer todas as suas dúvidas acerca deste procedimento.

Crédito até 24 Meses 0% juros.
Exemplo para um financiamento de 3600€ a 24 meses, com mensalidade de 150€

Os resultados podem variar de pessoa para pessoa.

No blog MyMoment