Mitos sobre o Ácido Hialurónico

mitos sobre tratamento estético

O preenchimento com ácido hialurónico é um procedimento estético extremamente usual. Há cada vez mais mulheres e homens portugueses a recorrer a este tipo de tratamento.

Mas o que é o ácido hialurónico?

O ácido hialurónico é uma molécula que nós temos habitualmente na constituição da nossa pele. Ao longo do tempo e através do envelhecimento dos tecidos há uma diminuição da sua concentração. Esta partícula pode ser utilizada em inúmeras situações na medicina estética, desde um simples rejuvenescimento cutâneo até aos preenchimentos de lábios ou mesmo glúteos.

Mas como é possível ser tão versátil?

O segredo está na estrutura microscópica do ácido hialurónico. O  ácido hialurónico apresenta-se como um gel que é tanto mais espesso, quanto mais robusta e coesa é a microestrutura. Assim, quando o ácido hialurónico é estruturalmente mais simples, o gel é mais fluido, e o contrário também é verdade.

Para que serve o ácido hialurónico? Quando pode ser utilizado?

O ácido hialurónico é um produto que pode ser utilizado em inúmeras situações, como por exemplo, no preenchimento de lábios, na correcção de olheiras, no preenchimento das maças do rosto ou do sulco nasogeniano, no aumento do mento (queixo), na melhoria da definição do contorno mandibular,  na revitalização da pele da face e mãos e ainda no preenchimento de glúteos, entre outros.

Vou ficar diferente? Vou alterar a expressão?

As principais aplicações do ácido hialurónico são o preenchimento de rugas mais estáticas. O ácido hialurónico também conhecido com o nome de filler, que é uma expressão em inglês e que significa preenchimento.

As principiais indicações são por exemplo no aumento dos lábios, ou no tratamento do sulco nasogeniano (os chamados “bigodes do chinês”).  Quer num quer noutro exemplo é possível ter um resultado natural e ao mesmo tempo rejuvenescedor. Quem não quer tornar os lábios mais volumosos e sensuais ou disfarçar as rugas que revelam a inevitável passagem do tempo? Como em tudo é preciso que as quantidades de produtos utilizadas sejam as ideias e que o ambiente e o
profissional que está a fazer o tratamento seja devidamente formado para o efeito. Reunidas estas condições não razão para falta de confiança e só podemos esperar que os resultados sejam fantásticos.

Ao fim de um ano a maioria destes produtos inicia um processo de reabsorção e desaparecem. É habitualmente necessário aplicar novamente o produto para ter o resultado pretendido.

Vou poder trabalhar?

A aplicação de filler é um procedimento tipo “lunch time”. Ou seja é perfeitamente possível realizar a maioria dos procedimentos e regressar ao seu local de trabalho senão imediatamente, pelo menos no dia seguinte. A utilização de produtos de cosmética pode ser realizado regra geral ao fim de uma hora e disfarçar eventuais marcas do procedimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

LIGAR AGORA
PEDIR INFORMAÇÕES
MARCAR CONSULTA