Toxina botulínica ou preenchimentos no verão: sim ou não?

Toxina botulínica ou preenchimentos no verão: sim ou não?

A toxina botulínica e os preenchimentos com ácido hialurónico podem ser os melhores amigos de quem não lida bem com as rugas que vão aparecendo com o avançar da idade. À medida que o tempo passa, inevitavelmente, a pele começa a dar sinais de cansaço e apresenta as tão famosas marcas às quais tanta gente quer fugir. A toxina botulínica e os preenchimentos com ácido hialurónico, dão resposta a este e a outros problemas.

Toxina botulínica ou preenchimentos com ácido hialurónico: qual a diferença?

Para que fique claro para que serve cada um destes tratamentos, vamos começar por falar de algumas diferenças entre eles.

Toxina botulínica

  • diminui rugas dinâmicas, que são as chamadas rugas de expressão, sendo visíveis apenas quando mexemos os músculos do rosto;
  • preenche linhas de expressão na testa, entre as sobrancelhas e nos “pés de galinha”;
  • atenua o sorriso gengival;
  • funciona como tratamento da hiperidrose, que é a produção em excesso de suor nas axilas, pés e mãos;
  • não confere volume aos lábios;
  • o seu efeito dura entre 5 a 6 meses, dependendo da zona onde seja aplicado e das características do paciente.

Preenchimento com ácido hialurónico

  • diminui rugas fixas, as decorrentes do envelhecimento da pele e que, quando aparecem, permanecem connosco, independentemente das expressões que façamos;
  • preenche rugas e sulcos naturais — “bigode chinês” e as linhas marionete;
  • confere volume, nomeadamente, aos lábios, às olheiras, às maçãs do rosto, e aos “códigos de barras” – rugas por cima do lábio superior;
  • o seu efeito dura entre 6 a 12 meses.

Tanto um tratamento como outro consistem na injeção de produtos em camadas mais profundas da derme ou até no músculo. No caso da toxina botulínica, o produto injetado tem o nome da própria toxina, enquanto que nos preenchimentos se injeta ácido hialurónico, que é uma substância naturalmente presente no organismo.

Toxina botulínica, preenchimentos com ácido hialurónico e o calor

E no verão? Podemos ou não fazer estes tratamentos? Sim, podemos! Existe o mito de que não é seguro fazê-los nesta época do ano, mas a verdade é que podem ser feitos de forma segura e sem que os resultados sejam afetados. Só é preciso ter alguns cuidados extra.

No caso da toxina botulínica, nos dois dias após a administração do produto, não se deve esfregar os olhos e a testa. Por causa do calor, é possível que se transpire mais, pelo que esfregar, limpar e aplicar creme são ações que devem ser feitas no sentido dos olhos para fora, para evitar o transporte de toxina botulínica para a pálpebra.

Por outro lado, quer se trate da aplicação da toxina botulínica ou de preenchimentos com ácido hialurónico, caso se fique com uma equimose num dos pontos de aplicação, deve-se proteger ao máximo essa zona da luz solar. Estas marcas, que não passam de sangue derramado sob a pele, são raras e desaparecem entre três a quatro dias. Mas, se aparecerem, convém usar óculos de sol (se as equimoses forem nas pálpebras), chapéu que proteja a face e, independentemente de se fazer ou não procedimentos desta natureza, protetor solar com fator de proteção 50.

Se começa a desanimar com a forma como o seu rosto tem cedido à gravidade, deixando de resistir à passagem do tempo, ou se, simplesmente, gostava de lhe dar outros contornos, marque uma consulta na MyMoment, e informe-se mais sobre estes dois procedimentos, que são realizados por um dos nossos cirurgiões.

LIGAR AGORA
PEDIR INFORMAÇÕES
MARCAR CONSULTA