A partir de que idade se deve considerar a mamoplastia redutora

A partir de que idade se deve considerar a mamoplastia redutora

Embora
um peito volumoso e firme seja o ideal de beleza, a verdade é que uma mama
desproporcionalmente grande não é saudável, e também não é estética.  Em alguns casos, a muito ansiada chegada da
puberdade, traz consigo problemas devido ao crescimento exacerbado da mama. É
nestas situações que a mamoplastia de redução poderá ser uma intervenção
necessária.

 

A
mamoplastia redutora é o procedimento que consiste na redução do volume da mama,
permitindo que esta fique com um tamanho e uma forma mais adequados à sua
estrutura e suporte.

 

Uma
mama demasiado grande e pesada causa frequentemente vários problemas de saúde.
Desde as dores de costas, nos ombros e na cervical às dores de cabeça frequentes,
é um problema que pode causar bastante transtorno na vida diária de uma mulher
ou adolescente. Além destes problemas, que são objetivamente clínicos e causam limitações
na rotina diária, acrescem também problemas práticos, como a dificuldade de encontrar
roupa que assente bem, associada ao desafio de encontrar soutiens com um suporte adequado e correto.

 

Embora
a idade ideal para realizar esta cirurgia seja após os 17 anos, é possível
fazer a cirurgia de redução mamária antes mesmo de atingir a maioridade, caso
exista consentimento do adulto responsável. Por norma, a mamoplastia de redução
só se faz tão cedo na vida quando existe um prejuízo grave e real para a saúde
da mulher. No entanto, é importante realçar que após esta idade poderá
continuar a ocorrer o crescimento da mama, pelo que poderá ser necessária uma
segunda intervenção posterior ao desenvolvimento completo dos seios.

 

Apesar
de ser ideal fazê-lo cedo, para evitar problemas futuros, poderá efetuar esta
cirurgia em qualquer altura da vida, nunca sendo demasiado tarde para se sentir
melhor e melhorar significativamente a sua qualidade de vida.
Embora
um peito volumoso e firme seja o ideal de beleza, a verdade é que uma mama
desproporcionalmente grande não é saudável, e também não é estética.
 Em alguns casos, a muito ansiada chegada da
puberdade, traz consigo problemas devido ao crescimento exacerbado da mama. É
nestas situações que a mamoplastia de redução poderá ser uma intervenção
necessária.

 

A
mamoplastia redutora é o procedimento que consiste na redução do volume da mama,
permitindo que esta fique com um tamanho e uma forma mais adequados à sua
estrutura e suporte.

 

Uma
mama demasiado grande e pesada causa frequentemente vários problemas de saúde.
Desde as dores de costas, nos ombros e na cervical às dores de cabeça frequentes,
é um problema que pode causar bastante transtorno na vida diária de uma mulher
ou adolescente. Além destes problemas, que são objetivamente clínicos e causam limitações
na rotina diária, acrescem também problemas práticos, como a dificuldade de encontrar
roupa que assente bem, associada ao desafio de encontrar soutiens com um suporte adequado e correto.

 

Embora
a idade ideal para realizar esta cirurgia seja após os 17 anos, é possível
fazer a cirurgia de redução mamária antes mesmo de atingir a maioridade, caso
exista consentimento do adulto responsável. Por norma, a mamoplastia de redução
só se faz tão cedo na vida quando existe um prejuízo grave e real para a saúde
da mulher. No entanto, é importante realçar que após esta idade poderá
continuar a ocorrer o crescimento da mama, pelo que poderá ser necessária uma
segunda intervenção posterior ao desenvolvimento completo dos seios.

 

Apesar
de ser ideal fazê-lo cedo, para evitar problemas futuros, poderá efetuar esta
cirurgia em qualquer altura da vida, nunca sendo demasiado tarde para se sentir
melhor e melhorar significativamente a sua qualidade de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

LIGAR AGORA
PEDIR INFORMAÇÕES
MARCAR CONSULTA