Menu
  • info@mymoment.pt
  • 21 894 94 94

Manchas

Reduzir ou eliminar a pigmentação do rosto

O melasma é um distúrbio de pigmentação caracterizado por manchas escuras que aparecem predominantemente em áreas do rosto expostas ao sol. Apesar de não representarem qualquer problema interno, por se tratarem de manchas em áreas visíveis, como o rosto, incomodam.

Ver mais

Este problema é mais comum em mulheres (cerca de 90% dos casos diagnosticados) entre os 20 e 50 anos, mas pode também afetar os homens.

As manchas podem ser agrupadas em 3 tipos, dependendo da localização das mesmas: melasma epidérmico – quando há depósito aumentado de pigmento na epiderme (camada mais superficial da pele); melasma dérmico – caracterizado pelo depósito de melanina ao redor dos vasos superficiais e profundos; e misto – quando se tem excesso de pigmento na epiderme e na derme.

O problema surge por influência de factores que podem ser:

Genéticos – Que herdamos dos nossos pais e da nossa raça o que determina a dispersão dos melanossomas e a actividade da tirosinase. A pele escura tem maior predisposição para a hiper-pigmentação.

Exposição solar – Grande parte da hiperpigmentação que vemos é o resultado da exposição solar. Quando o sol é o único estímulo e o causador da pigmentação, é mais fácil de tratar. Quando existe a combinação do sol e da parte hormonal, o tratamento torna-se mais complexo. 

Hormonas – Durante a gravidez, é frequente vermos melasma ou “máscara da gravidez” no rosto. A gravidez pode provocar uma alteração temporária na pigmentação da pele, especialmente no rosto, na zona do peito, e na linha do abdómen. A pílula anticoncepcional é mais susceptível de afectar a pigmentação na face. Esta pigmentação é difícil de tratar, uma vez que as hormonas são fisiológicas e influenciam a pele 24 horas por dia.

Hormonas desencadeadas pelo stress – Se existir uma grande dose de stress durante algum período de tempo, poderá desencadear áreas de pigmentação. As áreas mais comuns são as têmporas e a zona do maxilar. O interruptor de stress no cérebro é o hipotálamo, um centro de controlo dos nossos nervos. O hipotálamo envia de imediato uma mensagem para o sistema nervoso simpático para estimular todos os sistemas do nosso corpo. Em seguida, também informa a glândula pituitária para enviar uma mensagem às glândulas supra-renais. Uma das hormonas da glândula pituitária é a MSH, hormona estimulante da melanina, que estimula a formação de pigmento.

Inflamação, procedimentos médicos, exposição a produtos químicos e medicamentos – São também causas da pigmentação súbita da pele. A maioria da pigmentação ocorre em áreas expostas ao sol sugerindo uma interação entre a luz ultravioleta e os medicamentos ingeridos ou produtos tópicos utilizados. Alguns medicamentos conhecidos por causaram pigmentação da pele incluem medicamentos anti-malária, medicamentos anti-depressivos e minociclina. A ingestão de preparações que contenham mercúrio metálico, chumbo, entre outros, podem também contribuir para a hiperpigmentação. Na maioria das vezes, existe uma relação estabelecida entre a ingestão de medicamentos e o escurecimento ou irritação da pele.

Trauma – Qualquer trauma para a pele, quer se trate de uma ferida, acne, ou o resultado de um procedimento médico pode induzir hiperpigmentação pós inflamatórias.

Tentar esconder as manchas do rosto com cremes e maquilhagens não resolve! O tratamento das manchas do rosto é um procedimento demorado e que exige a persistência necessária para o conduzir até ao fim.

Recorra à equipa da clínica MyMoment para iniciar o programa de tratamentos mais adequado às suas necessidades.