Menu

Estrias

Quando a pele parte

A estria surge quando há um estiramento da pele acima das suas capacidades elásticas, causando uma rutura do tecido da pele.

Por outro lado, o surgimento de estrias também pode estar relacionado com alterações hormonais. Quando este processo é recente, ela apresenta uma tonalidade avermelhada (que mantém até aproximadamente 1 ano após o surgimento). Com o passar do tempo, a estria vai-se tornando esbranquiçada, forma-se um tecido fibroso sob a mesma e a pele ganha um aspeto deprimido e flácido.

Ver mais

Quando as estrias ainda estão avermelhadas, são mais fáceis de tratar, pois ainda existem vasos sanguíneos na região que podem garantir a regeneração da estria quando há estimulação, realizada por um tratamento, para que isso ocorra. Quando a sua cor muda, tornando-se brancas, significa que os vasos sanguíneos já não estão presentes na área onde há estrias, tornando o tratamento bastante mais difícil.

É comum o surgimento de estrias durante a puberdade, devido ao crescimento acelerado nesta fase, perdas de peso acentuadas, dietas “yo-yo”, obesidade e na gravidez. Atinge ambos os sexos, mas é mais frequente no sexo feminino, sendo uma das principais queixas de natureza estética entre as mulheres. Nas mulheres, as estrias aparecem principalmente nas nádegas, ancas, região lombar, barriga e seios. Já nos homens, muitas vezes associado à prática de exercícios extenuantes de musculação, aparecem sobretudo nos braços, ancas e barriga. A pele na área afetada tem consistência bastante flácida, contribuído para uma imagem longe dos padrões atuais de beleza e causando grande descontentamento.

Infelizmente, ainda não existe cura efetiva para as estrias, porém com os tratamentos disponíveis atualmente conseguem-se suavizar, melhorando muito o aspeto das mesmas. Conheça as soluções antiestrias ao seu dispor na clínica MyMoment.