Menu

Depilação

Livre-se dos pêlos indesejados

A maioria das mulheres sonha em ter uma pele permanentemente lisa e sem pêlos e anseia poder deixar de lado o incómodo da depilação quinzenal ou mensal segundo os métodos mais tradicionais (giletes, pinças, cremes, ceras, entre outros).

Também é cada vez maior o número de homens que, por razões estéticas, de bem-estar ou profissionais, procuram soluções de depilação definitiva.

Ver mais

Baseada na capacidade da melanina de receber e absorver grandes quantidades de energia sob a forma de luz, a fotodepilação garante, não só a eliminação dos pêlos mas também a destruição dos folículos que os produzem. O resultado é uma depilação muito próxima da definitiva, o melhor que pode obter com a tecnologia e conhecimentos atuais.

A fotodepilação – a laser ou luz pulsada (IPL) – é o método mais eficaz para eliminar os pêlos indesejados de forma permanente, em qualquer zona do corpo, sendo adequado tanto para mulheres como homens, de qualquer idade. O equipamento  de luz pulsava (ou IPL, de Intense Pulse Light) utiliza uma tecnologia sofisticada que mediante a emissão de pulsos de luz intensa em diferentes comprimentos de onda e de largo espectro, vai atuar seletivamente em várias estruturas, nomeadamente na melanina (pigmento que dá coloração ao pêlo).

A eficácia da depilação, quer se trate de laser ou de luz pulsada, depende não só do tipo de pêlo em que vai ser aplicado, mas também do aparelho utilizado e da experiência da técnica que o efetua. A luz pulsada IPL é uma técnica que aplica uma luz policromática, em pequenos disparos, que se espalha em várias direções, de uma forma controlada. A luz absorvida é convertida em energia térmica que enfraquece progressivamente os folículos pilosos e inibindo o crescimento do pêlo. Desta forma dá-se uma eliminação progressiva dos pelos. É um tratamento seguro quando realizado por um profissional experiente, e é muito menos doloroso que o laser convencional. Como as temperaturas atingidas com este método são substancialmente mais baixas que com o laser, o risco de queimaduras ou de pigmentação é igualmente menor.

O procedimento funciona melhor em pessoas de pele clara e pêlo escuro, pois a luz é atraída pelo pigmento escuro, descarregando a sua energia nas áreas pigmentadas e destruindo o folículo piloso.

Nas pessoas morenas ou bronzeadas, a energia usada terá que ser ajustada para uma intensidade mais baixa e o tempo de exposição ao laser mais longo para se evitar o risco de queimaduras. Isso diminui a eficácia do método embora não o impossibilite, exigindo um maior número de sessões.

Para além da remoção definitiva dos pêlos, a tecnologia de luz pulsada IPL, pode ser utilizada no tratamento de marcas de acne, na redução das lesões vasculares, redução de lesões pigmentadas (rosácea) e rejuvenescimento cutâneo.

A depilação por luz pulsada é um procedimento devidamente aprovado pela Food and Drugs Administration (FDA), dos EUA e oferece ótimos resultados a longo prazo, um menor número de efeitos secundários e a possibilidade de tratar zonas maiores dentro de um curto período de tempo.

Apesar de ser um tratamento que pode ser iniciado a qualquer altura do ano, recomenda‑se que o mesmo seja iniciado durante o outono ou o inverno. Durante este período do ano, a pele já está convenientemente restabelecida das agressões do verão, tais como as resultantes da exposição solar, água do mar ou piscina. Começando o tratamento nesta altura, garante que na chegada do verão, os pêlos não continuarão a ser um problema e que apenas seja necessário umas sessões de manutenção.

Na clínica MyMoment zelamos continuamente pela saúde, bem-estar e segurança dos nossos pacientes e clientes, por isso antes de iniciar qualquer tratamento de depilação por luz pulsada é realizado o designado “disparo-teste”, que permite certificar todos os parâmetros antes do início de qualquer sessão. Qualquer reação inesperada ou anomalia é comunicada de imediato ao médico responsável. Este apoio permite que os mecanismos de segurança do tratamento sejam adequados a cada caso, de forma individual e personalizada. As técnicas especialistas na realização do tratamento têm formação qualificada para operar com o equipamento com toda a segurança e eficácia e estão sempre disponíveis para esclarecer todas as suas dúvidas.

Hirsutismo 

O excesso de pêlos na mulher, em áreas de distribuição pilosa tipicamente masculina (barba, peito, dorso, …) tem a designação de hirsutismo. Esta é uma situação em que também pode ser necessário recorrer à fotodepilação com luz pulsada, após a realização de análises hormonais, para excluir qualquer perturbação hormonal que possa estar na origem desta patologia. Nestes casos, aconselhamos a marcação de uma consulta médica na clínica MyMoment, previamente à realização de qualquer tratamento de fotodepilação.

Perguntas Frequentes

A fotodepilação assegura a depilação definitiva de até 95% dos pêlos tratados. No entanto, e porque a pele é um órgão vivo em constante regeneração, podem sempre surgir novos folículos pilosos e, consequentemente, novos pêlos. Por isso mesmo, o termo depilação definitiva não é totalmente adequado já que não existe, atualmente, qualquer técnica ou equipamento que possa assegurar que nunca mais surgirão novos pêlos. No entanto, depois de terminado o tratamento, o recurso a sessões anuais de manutenção será suficiente para assegurar um resultado muito próximo da depilação definitiva.

Não existem complicações decorrentes do recurso à fotodepilação, desde que esta seja realizada corretamente. Escolher uma boa clínica e um profissional experiente faz toda a diferença, já que a técnica pode provocar efeitos colaterais, como manchas temporárias ou, raramente, cicatrizes definitivas. Antes de qualquer tratamento, deverá fazer uma consulta inicial, onde serão definidos, de acordo com o seu caso particular: o acompanhamento necessário; a melhor técnica a utilizar; o número estimado de sessões de tratamento e a duração de cada tratamento.

A foto depilação por luz pulsada é mais eficiente, menos dolorosa, mais segura e económica.

A duração (número de sessões e tempo por sessão) depende de fatores como o seu tipo de pele, a cor, espessura e fase de crescimento do seu pêlo e a área a ser tratada. Na consulta inicial, obterá uma estimativa do tempo adequado ao seu caso particular.
Recomenda-se um intervalo de duas semanas entre as sessões, mas há quem as realize uma vez por mês. Tudo depende da área a tratar e do crescimento do pêlo.

Se comparar o preço e resultados da fotodepilação com qualquer outra técnica de depilação, rapidamente concluirá que é, hoje, uma opção economicamente vantajosa e viável.

Deve evitar a exposição solar. Também deve evitar nadar em piscinas que contenham água com cloro, pois o mesmo pode provocar algum prurido. É recomendado igualmente que não tome banhos de imersão nos primeiros dois dias após o tratamento.

São contraindicações a dermatose inflamatória,  infeções cutâneas, deficiências do sistema imunitário, histórico clínico de formações queloides, pacientes psicologicamente debilitados, gravidez, cancro de pele, distúrbios hemorrágicos, fotodermatose, herpes simplex, consumo de drogas (aumenta a fotossensibilidade). Os pacientes que possuam pele recentemente bronzeada pelo sol devem adiar a remoção de pêlos através do método da fotodepilação IPL por um período não inferior a um mês. Não é possível realizar IPL em pacientes de peles negras. Não deve ter tomada medicação anticoagulante. Sempre que o Ppaciente tenha sido submetido a métodos de depilação por cera ou remoção mecânica de pêlos, deve-se aguardar algumas semanas até se efetuar a fotodepilação IPL.

Apesar de raros podem surgir como efeitos adversos a inflamação, surgimento de bolhas, edema, hipo e hiperpigmentação. Normalmente estes efeitos são transitórios acabando por desaparecer com o tempo.

Deve aguardar-se, pelo menos, dois meses após o nascimento da criança, quando o sistema hormonal tiver recuperado totalmente a normalidade. Se souber que está grávida no decorrer do tratamento, deverá interrompê-lo.