Menu
  • info@mymoment.pt
  • 21 894 94 94

Carboxiterapia facial

O dióxido de carbono ao serviço do rejuvenescimento facial

Incomoda-se com as rugas, ou mesmo com as tão inestéticas olheiras, papadas, flacidez ou pálpebras caídas?

A carboxiterapia facial é uma técnica não cirúrgica, um tratamento inovador e revolucionário que melhora a circulação e aparência das áreas tratadas.

Ver mais

Este procedimento consiste na injeção de pequenas quantidades de dióxido de carbono medicinal, estéril, não tóxico e isento de efeitos colaterais ao organismo, por baixo da pele. Atua como potente vasodilatador, aumentando o fluxo de oxigénio nos tecidos e melhorando a circulação sanguínea no local de aplicação. Um tecido melhor oxigenado cicatriza de forma mais eficaz, produzindo uma maior quantidade de colagénio ao nível da derme, responsável pela firmeza da pele, redução de rugas e diminuição da flacidez cutânea; por outro lado a carboxiterapia também atua ao nível da epiderme, corrigindo imperfeições superficiais.

A técnica de carboxiterapia facial é uma técnica eficaz de rejuvenescimento, nomeadamente no tratamento das rugas de expressão, pois permite o nivelamento de todas as camadas da pele, diminuindo as depressões e fissuras, tornando o tecido mais uniforme. É um tratamento de fácil execução, rápido e efetivo, causando o mínimo de desconforto possível. É uma técnica segura, cientificamente testada e de eficácia demonstrada, amplamente utilizada em contexto médico. É uma técnica que apresenta resultados imediatos e evidentes, possuindo um muito baixo tempo de recuperação.

Este tratamento é indicado para o tratamento de linhas de expressão e redução dos sulcos faciais, bolsas abaixos dos olhos e flacidez cutânea.

Além do rosto pode ser aplicado no pescoço, conferindo uma maior firmeza. A pele do pescoço tem características específicas que a tornam mais vulnerável às agressões externas do que o resto do corpo. A sua pele é muito fina, a musculatura débil e é invariavelmente uma zona de grande exposição dos raios ultra violeta. Esta parte é vulgarmente negligenciada no que toca a cuidados dermocosméticos diários. Desta forma, o pescoço apresenta grande susceptibilidade e muitas vezes é a primeira zona a denunciar o processo de envelhecimento, apresentando-se com rugas e flácido. A carboxiterapia permite com elevado grau de sucesso a correção das problemáticas descritas, conseguindo um rejuvenescimento do pescoço muito eficaz, indolor e tornando-o sem dúvida mais atraente.

Também nas olheiras, a aplicação da carboxiterapia tem feito um enorme sucesso. No caso das olheiras o dióxido de carbono medicinal purificado é injetado na derme por uma agulha bem fina, no canto da olheira. Os efeitos são imediatos, pois a técnica estimula a produção de colagénio, aumentando a espessura da pele e escondendo a coloração negra das olheiras. Melhora, ainda, a firmeza e a retração das pálpebras, minimizando também as rugas perioculares.

É uma técnica antiga, tendo surgido nos anos 30, em França. Foi descoberta na estação de águas termais de Royat-Chamalières, na região de Avergne, quando um grupo de cardiologistas começou a usar o CO2 em pacientes com problemas circulatórios nos membros inferiores. O seu uso em medicina estética é bem mais recente, pois apenas começou a intensificar-se no início dos anos 90.

Hoje, tanto a Sociedade Italiana como a Sociedade Americana de Carboxiterapia, as mais importantes do género, estão empenhadas em apoiar e elaborar pesquisas científicas que confirmem a eficiência da técnica, tanto para uso estético, como para tratamento de várias patologias. Desde 1983, 402 mil pessoas já beneficiaram desta técnica, sem complicações associadas.

A aplicação desta técnica na clínica MyMoment é feita através da mais recente e avançada tecnologia e é levada a cabo por profissionais altamente qualificados para a realização do procedimento.

Este tratamento poderá ser associado a outras técnicas, em protocolos específicos e personalizados, por forma a potenciar os resultados.

Perguntas Frequentes

Cada sessão dura aproximadamente 30 minutos e a recuperação é imediata. A rotina diária pode ser retomada imediatamente após a sessão, embora seja preferível evitar a exposição solar nas 24 a 48 horas seguintes.

A tolerabilidade à dor varia muito de pessoa para pessoa. A aplicação da carboxiterapia pode causar algum desconforto, pois a entrada do gás sob a pele proporciona um ligeiro descolamento da pele. No entanto, o incómodo desaparece imediatamente após a aplicação. O efeito colateral mais comummente reportado é a vermelhidão na zona tratada.

Todos os pacientes que tenham alergias ativas na pele, herpes na região a tratar, urticária, infeções locais, bem como epilepsia, distúrbios psiquiátricos e doentes cardíacos ou pulmonares. Sempre que o paciente apresentar algum destes casos, o especialista deverá recomendar uma técnica alternativa de modo a evitar os riscos.

Não, o dióxido de carbono é produzido naturalmente pelas células do nosso corpo, todos os dias. É transportado pelo sangue e expulso pelos pulmões através da respiração. Vários estudos indicam que a terapia com dióxido de carbono é uma terapia segura e sem efeitos colaterais.

O número de sessões de carboxiterapia depende do objetivo do tratamento.

O resultado esperado e a frequência das aplicações dependem do tipo de pele, do biótipo do paciente e do grau da alteração a ser tratada. Os resultados têm-se demonstrado bastante satisfatórios, adiando assim a aplicação da toxina botulínica (tratamento médico minimamente invasivo, normalmente conhecido por “botox”, que é um dos seus nomes comerciais), de maneira eficaz e mais económica. Os efeitos são perceptíveis após algumas sessões, ocorrendo maior produção de colagénio, retração e descolamento da pele com fissuras. A carboxiterapia no rosto pode ser associada à drenagem linfática manual por forma a agilizar os resultados.

Este factor depende inteiramente do paciente. Comportamentos saudáveis tais como uma alimentação saudável, a prática de atividade física regular, o uso de protetor solar diário e o evitar de ambientes com muito fumo, poderão ajudar a manter os resultados durante anos.

O efeito da carboxiterapia para olheiras dura em média 6 meses e depois deste período deve-se repetir o tratamento novamente. Assim, é aconselhado utilizar cremes anti-olheiras que podem prolongar os resultados da carboxiterapia.

Após fazer as sessões de carboxiterapia é normal o surgimento de inchaço nos olhos, que dura cerca de 5 a 10 minutos. É recomendado a aplicação local de gelo. Após esse período, podem-se retomar as atividades diárias normais, sem qualquer tipo de cuidados especiais.

Apesar de raros, pode ocorrer inchaço da pálpebra superior e inferior do olho e o surgimento de nodoas negras na região. É possível minimizar estes efeitos colaterais realizando um sessão de drenagem linfática facial após a carboxiterapia e aplicando gelo sobre a região.