Menu
  • info@mymoment.pt
  • 21 894 94 94

Blefaroplastia

Remoção de excesso de pele nas pálpebras

A Blefaroplastia, ou cirurgia das pálpebras, é a cirurgia que permite a correção das deformidades nesta zona da face. Permite um rejuvenescimento da região peri-ocular através da remoção do excesso de pele das pálpebras e um reposicionamento da gordura. Esta técnica permite eliminar os “papos nos olhos” e a pele ptótica (descaída), eliminando por isso o olhar “pesado e cansado” e dando-lhe uma nova vivacidade e jovialidade.

Ver mais

As deformidades das pálpebras são geralmente adquiridas com o envelhecimento facial, pela perda da elasticidade da pele e pela queda de tónus dos tecidos, mas também podem ser resultantes de anomalias do crescimento, traumatismos ou outras doenças.

Estas deformidades podem potencialmente causar transtornos de visão, além do aspeto inestético, conferindo à pessoa, muitas vezes, mais idade do que na realidade apresenta.

A blefaroplastia é uma cirurgia simples e rápida, que permite solucionar os casos acima mencionados, realizada habitualmente sob anestesia local, com ou sem sedação.

As incisões são feitas de forma a serem o menos percetíveis possível (nas pregas naturais dos olhos, ou na conjuntiva interna do olho), sendo praticamente invisíveis após cicatrização.

Dependendo dos casos e das necessidades específicas do paciente, pode ser realizada uma blefaroplastia superior, uma blefaroplastia inferior, ou ambas. Esta cirurgia pode ser associada a um facelift quando se pretende um rejuvenescimento total da face.

É uma cirurgia com grande poder de rejuvenescimento em redor dos olhos, fazendo com que o olhar pareça mais descansado. Na maior parte dos casos as melhorias são tão acentuadas que permitem um rejuvenescimento do aspeto da face em pelo menos uma década.

Nesta como noutras cirurgias, a decisão de se submeter às mesmas é única e pessoal. Cada pessoa que decidir submeter-se a esta cirurgia tem de informar-se com o seu cirurgião plástico, para avaliar os benefícios da mesma.

Cuidados pré-cirúrgicos

É importante que programe a sua vida diária e social respeitando os cuidados necessários para a realização da cirurgia. O paciente deverá apresentar boas condições de saúde para realizar a intervenção. Na consulta médica, é realizada uma avaliação física completa, onde são solicitados exames laboratoriais. É de extrema importância avisar o cirurgião plástico caso apresente sintomas de gripe ou se sinta indisposto antes da cirurgia.

O médico deve ser informado sobre os medicamentos que habitualmente toma porque alguns deles devem ser suspensos, como é o caso dos anticoagulantes, os anti-inflamatórios ou quaisquer outros que possam aumentar o risco de hemorragias.

É fundamental que nas 8 horas antes da cirurgia se faça jejum absoluto de alimentos sólidos e líquidos.

O tempo de cirurgia, a anestesia a ser utilizada e todo o tipo de informações que deseje adquirir ser-lhe-ão indicados pelo cirurgião da clínica MyMoment.

Cuidados pós-cirúrgicos

Seguir as recomendações de seu médico é fundamental para o sucesso da cirurgia. É importante que as incisões cirúrgicas não sejam sujeitas à força excessiva, à escoriação ou ao movimento durante o período de cicatrização, idealmente nos primeiros 8 dias após a cirurgia. Não é recomendada a exposição solar.

A cicatrização inicial, após a cirurgia, pode apresentar inchaço, irritação, olhos secos ou hematomas, que podem ser controlados com medicamentos, compressas frias e pomada. Pode, também, haver irritação nos locais das incisões. É recomendado a aplicação de gelo, com renovação constante nas primeiras 72 horas do pós-operatório, de modo a prevenir grandes edemas. Os olhos podem ser lavados após a cirurgia com soro fisiológico esterilizado.

A clínica MyMoment tem um corpo clínico à sua disposição para esclarecer todas as dúvidas. Marque a sua consulta de avaliação e informe-se mais acerca da blefaroplastia, a cirurgia das pálpebras.

Dr. David Rasteiro

Licenciado em Medicina pela Faculdade de Medicina de Lisboa e especialista em cirurgia plástica, reconstrutiva e estética pelo Hospital de São José de Lisboa (Ordem dos Médicos 44930).

Entre os vários estágios internacionais realizados, destacam-se o estágio em Cirurgia Plástica e Estética na Clinica Pietà em Curitiba, Brasil, sob a orientação da Dra. Ruth Graf, vencedora de dezenas de prémios e homenagens e no Hospital de Anomalias Craniofaciais da Universidade de São Paulo – Centrinho. Em Nova Iorque, dedicou-se  à reconstrução mamária no Memorial Sloan Kettering Cancer Center e realizou ainda um Fellowship Internacional em Cirurgia Plástica Facial na Holanda (Erasmus MC) e Suíça (Laclinic).

Ver mais

Dr. Nuno Maria

Com Mestrado Integrado em Medicina pela Faculdade de Medicina de Lisboa e inscrito na Ordem dos Médicos com a cédula profissional número 49635.
Tornou-se Especialista em Cirurgia Plástica Reconstrutiva e Estética, após terminar a sua formação no Hospital de São José, hospital de referência a nível nacional. Neste hospital dedica-se predominantemente à cirurgia de reconstrução mamária, procedimento intrinsecamente ligado às técnicas utilizadas em cirurgia estética.

Ver mais

Perguntas Frequentes

Recomenda-se este procedimento a todas as pessoas que tenham excesso de pele na pálpebra superior, inferior, ou ambas, ou ainda a pacientes com uma redistribuição incorreta da gordura peri-ocular, conferindo-lhes um olhar cansado e pesado.

Quer homens, quer mulheres recorrem a esta cirurgia e normalmente a partir da quarta década, ou mesmo antes.

Todos os casos devem ser devidamente e cuidadosamente avaliados, um a um, pelo cirurgião plástico responsável.

Não é recomendado nenhum cuidado específico, além dos cuidados pré-operatórios indicados.

Anestesia local com ou sem sedação, mediante a preferência do paciente.

Cerca de uma hora a hora e meia quando se trata de blefaroplastia superior e inferior.

O procedimento é, regra geral, realizado em ambiente de ambulatório, sem internamento.

Imediatamente após o pequeno inchaço pós-operatório desaparecer começam a notar-se os primeiros resultados. Normalmente esses resultados surgem ao fim de uma semana, após a regressão do edema e das equimoses.

É fundamental a aplicação de gelo e a realização de drenagens linfáticas manuais. Caso use lentes de contato, não poderá usá-las nos primeiros 15 dias após a cirurgia.

Os riscos são mínimos e facilmente controláveis pelo seu cirurgião plástico.

Recomendamos aos nossos pacientes que regressem à consulta ao fim de uma semana, uma mês, seis meses e um ano.