Menu

Abdominoplastia

Remoção do excesso de pele e flacidez na barriga

Ter um abdómen liso, sem flacidez e com um aspeto tonificado é um desejo tanto de homens como mulheres, e amplamente procurado nos dias que correm. A busca pela perfeição e pelo alcançar de um corpo atraente tem feito da abdominoplastia das cirurgias plásticas mais procuradas na resolução da inestética flacidez abdominal, corrigindo com total eficácia a perda de elasticidade da zona abdominal.

Ver mais

A perda de elasticidade da pele, pode ocorrer por diversos motivos, nomeadamente pelo normal processo de envelhecimento, pela excessiva perda e ganho de peso ou, no caso da mulher, devido a múltiplas gestações.

Além disso com as perdas ou ganhos de peso acentuadas, ou pelo processo de gravidez, os músculos da parede abdominal têm tendência para se afastar e, por isso, dar um ar mais volumoso e redondo ao abdómen. Nessas situações, a pele perde elasticidade, ganhando por vezes estrias, tornando-se mais flácida e formando pregas.

A abdominoplastia é um procedimento cirúrgico que visa a eficaz remoção do excesso de pele e gordura do abdómen e o reposicionamento dos músculos da parede abdominal, corrigindo irregularidades e dando à silhueta uma forma mais harmoniosa.

Há várias técnicas possíveis na realização da abdominoplastia que variam de acordo com o paciente e com a preferência do cirurgião.

A Abdominoplastia é uma intervenção feita através de uma incisão horizontal colocada acima da zona púbica (“linha do biquini”). Apenas desta forma, o cirurgião tem acesso total aos músculos que compõem a região abdominal, cujo rearranjo e correção leva a um abdómen mais firme e liso.

É frequente a necessidade de realizar uma plicatura da baínha dos retos abdominais, neste caso  o  tecido flácido que se encontra sob o músculo abdominal é deslocado e removido, resultado num abdómen esteticamente mais bonito.

O umbigo é corrigido, sendo recolocado no local de origem e “redesenhado”. As cicatrizes normalmente são escondidas no orifício do mesmo, tornando-se praticamente imperceptiveis.

Quanto menor for o excesso de pele apresentado, menor é a incisão, podendo ser necessário apenas uma incisão de escassos centímetros, como é feita no caso da cesariana.

Cuidados pré-cirúrgicos

É importante programar a vida diária e social respeitando os cuidados necessários para a realização da cirurgia. O paciente deverá apresentar boas condições de saúde para realizar a intervenção. Na consulta médica, é realizada uma avaliação física completa, onde são solicitados exames complementares de diagnóstico e análises laboratoriais. É de extrema importância avisar o cirurgião plástico caso o paciente apresente sintomas de gripe ou se sinta indisposto antes da cirurgia.

O médico deve ser informado sobre os medicamentos que habitualmente toma porque alguns deles devem ser suspensos, como é o caso dos anticoagulantes, os anti-inflamatórios ou quaisquer outros que possam aumentar o risco de hemorragias.

É fundamental que nas 8 horas antes da cirurgia se faça jejum absoluto de alimentos sólidos e líquidos.

Os fumadores devem suspender hábitos tabágicos antes e depois da cirurgia até que a cicatrização normalize. Pessoas com diagnóstico de depressão devem avisar o médico durante a consulta de avaliação, para que sejam tomados os devidos cuidados.

O tempo de cirurgia, a anestesia a ser utilizada e todo o tipo de informações que deseje adquirir ser-lhe-ão indicados pelo cirurgião da clínica MyMoment. O cirurgião plástico vai avaliar o abdómen, ponderando se os músculos estão afastados, qual a tonicidade da pele, se existem estrias, bem como a localização e quantidade da gordura acumulada.

Cuidados pós-cirúrgicos

O paciente deverá pedir a alguém que o acompanhe e fique consigo, pelo menos, a primeira noite, após a cirurgia.

Seguir as recomendações do médico é fundamental para o sucesso da cirurgia. É importante que as incisões cirúrgicas não sejam sujeitas à força excessiva, à escoriação ou ao movimento durante o período de cicatrização.

Ao fim de poucos dias vai começar a andar direita, é importante que estimule o movimento para minimizar o risco de formação de fibroses. Durante este processo, pode ser necessária a utilização de um dreno, de forma a retirar alguns líquidos que se alojam debaixo da pele e a proporcionar uma mais rápida e melhor cicatrização.

Deve beber muita água. É fundamental o uso de uma cinta de compressão pós cirúrgica durante as primeiras três semanas, durante o dia e noite. A cinta permite ajustar o novo formato da barriga, diminuindo a acumulação de líquidos e acelerando a própria recuperação. Nos dias imediatamente a seguir à abdominoplastia, recomenda-se a adoção de uma postura curvada, de forma a salvaguardar a boa recuperação dos pontos. É recomendado a utilização de travesseiros sob os joelhos e costas, por forma a acelerar a processo de recuperação.

Não deverá fumar durante o primeiro mês. Após a cirurgia é natural que fique com algum edema e hematomas (“nodoas negras”) estas melhoram significativamente ao longo do tempo, sendo completamente resolvidas em poucas semanas. E é muito importante que se inicie um protocolo de drenagens linfáticas ao fim de 3 a 5 dias após a cirurgia.

É possível que após a cirurgia os pacientes se sintam ligeiramente deprimidos. Isto ocorre normalmente pelo desconforto e a aparência provocados pelo edema e pelos hematomas, pela ansiedade relativamente ao resultado final e pela limitação nas atividades. Essa sensação desaparece à medida que a aparência melhora e se retoma a vida normal, demorando cerca de 10 a 15 dias.

A abdominoplastia pode ser combinada com outras técnicas de contorno corporal, frequentemente  a lipoaspiração, tratando-se nesse caso de uma lipoabdominoplastia.

Conseguir um corpo mais firme e bonito é possível através da abdominoplastia, para manutenção dos resultados recomenda-se a adoção de praticas de alimentação saudável, assim como de exercício físico regular.

Visite-nos na clínica MyMoment e conheça o que esta extraordinária cirurgia poderá fazer por si e pela sua auto estima. Sinta-se mais confiante e permita-se ser feliz.

Complemento à cirurgia – Simulação 3D

A simulação 3D é feita com um software muito inovador – Crisalix ou Vectra 3D – que permite simular uma cirurgia plástica antes da realização da mesma. Os pacientes podem, desta forma, visualizar de uma forma muito real os resultados expectáveis da intervenção a que se irão submeter.

O sistema Vectra 3D utiliza 12 câmaras digitais que recolhem imagens em 3D do paciente e a partir daí é construído um modelo tridimensional do seu aspeto atual. O sistema Crisalix permite a utilização de fotografias tiradas pela paciente ou pelo cirurgião. As imagens são depois processadas pelo software.

As imagens transmitidas por computador são uma forma de entender a abordagem estética do cirurgião permitindo ao paciente ter maior confiança nos resultados esperados. Este simulador melhora a comunicação entre o cirurgião e o paciente, ajuda a reconciliar as diferenças entre os desejos de ambos, permite analisar e suportar o planeamento pré-operatório e ajuda na identificação de pacientes com expectativas irrealistas. No final, médico e paciente compartilham os objetivos do tratamento.

Dr. David Rasteiro

Licenciado em Medicina pela Faculdade de Medicina de Lisboa e especialista em cirurgia plástica, reconstrutiva e estética pelo Hospital de São José de Lisboa (Ordem dos Médicos 44930).

Entre os vários estágios internacionais realizados, destacam-se o estágio em Cirurgia Plástica e Estética na Clinica Pietà em Curitiba, Brasil, sob a orientação da Dra. Ruth Graf, vencedora de dezenas de prémios e homenagens e no Hospital de Anomalias Craniofaciais da Universidade de São Paulo – Centrinho. Em Nova Iorque, dedicou-se  à reconstrução mamária no Memorial Sloan Kettering Cancer Center e realizou ainda um Fellowship Internacional em Cirurgia Plástica Facial na Holanda (Erasmus MC) e Suíça (Laclinic).

Ver mais

Perguntas Frequentes

Se é mulher e pretende engravidar, deve aguardar até ao final da gestação, evitando assim a obtenção de resultados menos satisfatórios, pois a pele e os músculos vão sentir novas alterações devido à gravidez.

A lipoaspiração pode ser associada à abdominoplastia, de forma a retirar alguma gordura localizada, o que resultará num melhor perfil corporal.

Esta cirurgia, por regra é realizada com epidural e sedação, no entanto consoante avaliação do cirurgião pode ser aconselhada a realização com anestesia geral.

A abdominoplastia é indicada para a eficaz eliminação das estrias, uma vez que estas, quando localizadas abaixo da zona do umbigo, acabam por desaparecer de forma praticamente natural, por estarem situadas junto ao excesso de pele que deverá ser retirado.

Esta cirurgia pode ser realizada em ambulatório (entra e tem alta no mesmo dia), ou pode requerer no máximo uma noite de internamento.

As complicações pós cirúrgicas são diminutas, pois os cuidados realizados na fase pré-operatória, assim como durante e depois da própria intervenção, são preponderantes para o desejado sucesso, que representa uma melhor qualidade de vida, assim como uma maior autoconfiança.

Na abdominoplastia, a incisão fica no fundo do abdómen, num procedimento semelhante ao de uma cesariana, embora com cicatrizes de maiores dimensões.
Esta cicatriz horizontal vai estender-se de um lado ao outro do abdómen e ser ligeiramente arqueada. No entanto, na maior parte dos casos, a cicatriz pode ficar escondida pela roupa interior ou pelo biquini, sendo que a cicatrização passa por uma característica pessoal, que varia de pessoa para pessoa. Em alguns casos, com o decorrer do tempo, fica imperceptível.

A avaliação será sempre individual, no entanto normalmente é possível voltar ao trabalho ao fim de duas, três semanas.

É recomendado que inicie pequenas caminhadas o quanto antes. No entanto exercícios físicos mais vigorosos apenas são recomendados ao fim de 1 mês.